quinta-feira, 6 de março de 2008

Acção Formação de Pinturas Faciais 2008

Consulte as primeiras Informações Sobre a Acção de Formação

Clicar no Cartaz para Ampliar





Tudo começou de um gosto particular de pintar o rosto. Era ainda muito pequena quando fiz as minhas primeiras experiências com o estojo de maquilhagem da minha Mãe. É claro que essas experiências tiveram finais menos felizes para o estojo da minha mãe. Mas contudo, fui guardando esse gosto até à idade adulta. Continuei sempre a tentar saber como se fazia, onde se comprava, como fazer cada vez mais e melhor. Pesquisei muito na Internet, em várias línguas, fui procurando imagens e instruções.



Com o tempo foram aparecendo oportunidades para por em prática toda essa pesquisa. No âmbito do meu estágio numa grande empresa da animação da zona centro, a Eventura, pude aplicar os meus conhecimentos. Criei o sector de pinturas faciais e procurei uma formadora, para dar formação aos monitores da empresa e a mim. As expectativas eram elevadas e apesar do esforço da formadora não senti que tivesse aprendido algo de novo, algo que a Internet não tivesse já desvendado. Foi então que eu própria resolvi dar um complemento mais técnico à formação e completei a formação da empresa.

Insatisfeita com sede de aprender mais, julguei então que teria de ir a Lisboa aprender mais, num local mais profissional na área. Fiz a formação no Chapitô, mas, mais uma vez fiquei pouco convencida, faltava muito aos meus olhos para que as formações estivessem completas.

Não desisti, continuei a minha pesquisa, foi então que me inscrevi numa escola no Canadá que dá formação pela Internet. Semanalmente esta escola envia para o meu e-mail vídeos, fotos passo a passo, dicas de manuseamento de esponjas e pincéis, novas técnicas e novos materiais, entre outras. Este foi um passo gigante no meu conhecimento sobre a forma de ensinar.





Eu adoro pintar crianças ou adultos, adoro ver a reacção das pessoas a olharem para as suas novas caras e sorrirem. Mas é quando ensino a pintar que me sinto mais realizada. É um trabalho mais técnico e mais exigente o que me obriga a estar sempre actualizada, para mim as pinturas faciais é um pouco terapêutico. A descoberta das misturas das cores com a alteração das feições é muito fascinante.

Por este motivo o ano passado (2007) dei a primeira Acção de formação de Iniciação às Pinturas Faciais na Benedita. Os resultados foram fantásticos e este ano vou repetir a experiência em Leiria e em Lisboa.

Por isso se gostas de pinturas faciais e gostarias de aprender passo a passo como fazer, esta é a tua oportunidade. Este ano a formação será de dois dias, para que possas aprender as técnicas e materiais e ter bastante prática. Garantimos que, no final desta formação, cada aluno vai sentir-se mais confiante para recriar o que aprendeu de uma forma mais independente.

2 comentários:

Tenos disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Akinol disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.